Revista de Pediatria SOPERJ

ISSN 1676-1014

Logo Soperj

Volume: 8 (1 Suppl 1).1 - Abril 2007 - 9  Artigos

Editorial

1 - Editorial

Maria de Fátima Goulart Coutinho

Revista de Pediatria SOPERJ - V.8 (1 Suppl 1), Nº1,  Abril 2007


Revisões em Pediatria

2 - O diagnóstico da paralisia braquial obstétrica: importância das orientações iniciais

Diagnosis of obstetric brachial plexus palsy and importance of the first management

Jaqueline Almeida Pereira; Alexandra Prufer de Queiroz Campos Araújo; Érica Guimarães Vianna; Livia Carvalho Lopes; Sabrina Fernandes Galvão; Thalita Furlan Torres

Revista de Pediatria SOPERJ - V.8 (1 Suppl 1), Nº1,  Abril 2007

Resumo

INTRODUÇÃO: A Paralisia braquial de origem obstétrica (PBO) é responsável por uma incapacidade funcional do membro superior desde o nascimento, podendo perdurar por toda a vida. Esta revisão enfoca seu diagnóstico precoce e sua evolução.
OBJETIVO: Revisão não sistemática sobre PBO.
METODOLOGIA: Utilizaram-se as bases de dados Medline e Lilacs, dos últimos quinze anos, com os unitermos paralisia obstétrica, neuropatia do plexo braquial, lactente.
RESULTADOS: Foram listados 362 artigos, sendo selecionados para esta revisão 30 artigos com base em: título, resumo, assunto, ser artigo original e disponibilidade de acesso pelo portal da CAPES.
CONCLUSÃO: Passível de diagnóstico no neonato, a PBO admite na maioria dos casos melhora evolutiva e limitação de seqüelas mediante terapia conservadora ou cirúrgica.


Palavras-chave: Paralisia obstétrica, Neuropatia do plexo braquial, Lactente.

3 - Doença do refluxo gastroesofágico: epidemiologia, isiopatologia e manifestações clínicas

Gastroesophageal reflux disease: epidemiology, physiopathology and clinical manifestations

José Cesar da Fonseca Junqueira

Revista de Pediatria SOPERJ - V.8 (1 Suppl 1), Nº1,  Abril 2007

Resumo

INTRODUÇÃO: o conteúdo gástrico incluindo fluidos duodenais, é eventualmente regurgitado para o esôfago, produzindo sintomas ou complicações que são chamadas genericamente de doença do refluxo gastroesofágico. atinge um grupo heterogêneo de pacientes, com diferentes sinais e sintomas em decorrência da sensibilidade à exposição do esôfago ao ácido, percepção à dor e envolvimento do tecido.
OBJETIVO: definir refluxo e doença do refluxo gastroesofágico, descrever a fisiopatologia e manifestações clínicas.
MÉTODO: revisão não sistemática da literatura médica nacional e internacional disponível no MEDLINE por meio de busca PubMed, referentes aos anos de 1966 a 2006. Foram selecionados mais de 600 artigos e deles foram selecionados 162 para compor esta revisão. Esta revisão consta de 2 partes. Esta é a primeira e trata da epidemiologia e manifestações clínicas do refluxo gastresofágico em crianças.
CONCLUSÃO: refluxo gastroesofágico é comum na faixa pediátrica, não significando que haja doença do refluxo gastroesofágico. A fisiopatologia é multifatorial. As manifestações clínicas podem ser digestivas ou extra digestivas com esofagite erosiva ou não erosiva.


Palavras-chave: Refluxo Gastroesofágico, Literatura de Revisão, Criança, Diagnóstico

4 - O Profissional de saúde e a inclusão do pai nos processos de cuidado neonatal: uma ação para a promoção de saúde da criança

The health professional and the advantage of fatrher's participation in the children's health care

Aline de Carvalho Martins

Revista de Pediatria SOPERJ - V.8 (1 Suppl 1), Nº1,  Abril 2007

Resumo

O presente artigo constitui uma revisão de literatura não sistemática, com emissão de opinião, que pretende avaliar a importância dos cuidados paternos na saúde e desenvolvimento das crianças, ressaltando como os profissionais de saúde podem (e devem) estar atentos a esta questão no cotidiano de seu trabalho. Deste modo, pretende ressaltar a importância dos elementos não biológicos na promoção de saúde da criança, considerando a diversidade de aspectos da condição humana, enfocando, assim, o conceito ampliado de saúde.


Palavras-chave: Desenvolvimento Infantil, Promoção da Saúde, Pais, Relações PaiFilho, Atitude do Pessoal de Saúde, Assistência ao Paciente.

Resumos de Teses e Dissertações

5 - Analise da postura e da mobilidade do membro superior no pré-escolar com paralisia braquial de origem obstétrica

Jaqueline Almeida Pereira

Revista de Pediatria SOPERJ - V.8 (1 Suppl 1), Nº1,  Abril 2007


Palavras-chave: Desenvolvimento Infantil, Promoção da Saúde, Pais, Relações PaiFilho, Atitude do Pessoal de Saúde, Assistência ao Paciente.

6 - Freqüência de Dor Pós-Tratamento Endodôntico em adolescentes: Consulta Única e Duas Consultas

Patrícia de Andrade Risso

Revista de Pediatria SOPERJ - V.8 (1 Suppl 1), Nº1,  Abril 2007


Palavras-chave: Desenvolvimento Infantil, Promoção da Saúde, Pais, Relações PaiFilho, Atitude do Pessoal de Saúde, Assistência ao Paciente.

7 - Diagnóstico Ortodôntico em Crianças e Adolescentes com Emprego de Sistema Computadorizado

Maximino Brandão Barreto

Revista de Pediatria SOPERJ - V.8 (1 Suppl 1), Nº1,  Abril 2007


Palavras-chave: Desenvolvimento Infantil, Promoção da Saúde, Pais, Relações PaiFilho, Atitude do Pessoal de Saúde, Assistência ao Paciente.

8 - Perfil clínico, eitológico e terapeutico das crianças internadas com bronquiolite no Instituto Fernandes Fiqueira

Julianne Cruz Martins

Revista de Pediatria SOPERJ - V.8 (1 Suppl 1), Nº1,  Abril 2007


Palavras-chave: Desenvolvimento Infantil, Promoção da Saúde, Pais, Relações PaiFilho, Atitude do Pessoal de Saúde, Assistência ao Paciente.

9 - Expressão do P53 e descrição dos níveis Sséricos da Ige em pacientes com neurofibromatose tipo 1

Mauro Geller

Revista de Pediatria SOPERJ - V.8 (1 Suppl 1), Nº1,  Abril 2007


Palavras-chave: Desenvolvimento Infantil, Promoção da Saúde, Pais, Relações PaiFilho, Atitude do Pessoal de Saúde, Assistência ao Paciente.