Revista de Pediatria SOPERJ

ISSN 1676-1014 | e-ISSN 2595-1769

Logo Soperj

Volume 19 | Número 3 | Dezembro/2019

Editorial

Editorial

Katia Telles Nogueira

Rev Ped SOPERJ. 2019;19(3):54.

PDF PT


Artigos de Revisao

Acidentes domésticos: frequência e fatores de risco em crianças com até 6 meses de vida

Domestic accidents: frequency and risk factors in children aged up to 6 months

Ieda Regina Lopes Del-Ciampo; Luiz Antonio Del-Ciampo; Leonardo Marcos Fausto da Costa; Luiza Ferreira Lopes

Rev Ped SOPERJ. 2019;19(3):55-59.

Resumo PDF PT

INTRODUÇÃO: o estudo objetiva detectar a frequência de exposição aos fatores de risco para acidentes, comparar sua associação entre duas faixas etárias (até 3 meses e > 3-6 meses) e calcular a prevalência de acidentes em crianças do nascimento até 6 meses de idade.
MÉTODOS: estudo transversal, descritivo, incluindo 53 crianças com até 6 meses de vida, atendidas em Unidades Básicas de Saúde (UBS) da cidade de São Carlos-SP, de novembro/2016 a fevereiro/2017. A associação entre os fatores de exposição ao risco para acidentes entre crianças com até 3 meses (GI) e crianças entre 3 e 6 meses (GII) foi calculada pelos testes do χ2; Fisher ou Mann-Whitnney, com nível de significância p = 0,05.
RESULTADOS: A aquisição de brinquedos como fator de risco para acidentes foi maior em GII (p=0,00). Ocorreram 15 acidentes, com prevalência de 28,3%, sendo a maioria (20,7%) por engasgo.
CONCLUSÕES: orientações direcionadas a prevenção de engasgos e aquisição adequada de brinquedos ainda no primeiro trimestre de vida são importantes.


Palavras-chave: Prevenção de acidentes, Acidentes por Quedas, Criança.

Baby-led weaning: uma visão sobre seus riscos e benefícios

Baby-Led Weaning: An Overview of its Risks and Benefits

Igor Macedo Brandão; Eula Sena Reis; Fábio Luiz Oliveira Carvalho

Rev Ped SOPERJ. 2019;19(3):60-64.

Resumo PDF PT

INTRODUÇÃO: o baby-led weaning é uma nova forma de introdução alimentar, que sugere maior participação da criança na alimentação, aumentando sua autonomia e desenvolvimento de habilidades motoras e orofaciais.
OBJETIVO: realizar uma revisão integrativa para identificar os riscos e benefícios envolvidos na aplicação da técnica baby-led weaning.
MÉTODO: foi realizada uma revisão na literatura através das bases de dados PubMed, Scielo e LILACS, incluindo textos em português e inglês sem delimitação de período, estudos completos e com temas compatíveis ao que foi pesquisado.
RESULTADOS E CONCLUSÕES: a técnica não apresentou riscos potenciais para a obesidade, deficiências nutricionais e nem para asfixias. Suas vantagens foram desenvolvimento orofacial, autonomia e independência, socialização, autocontrole do apetite e maior variabilidade alimentar. No entanto, diante das poucas evidências encontradas, nota-se a necessidade de realizar mais estudos, a fim de identificar se a técnica pode ser vista como a melhor forma de introdução alimentar.


Palavras-chave: Baby-led weaning; BLW; Alimentação complementar.

Relato de Caso

Manifestações atípicas da chikungunya em lactente febril - Relato de caso

Atypical manifestations of chikungunya in febrile infant - Case report

Maysa Silva Teixeira; Alan Bittencourt da Silva; Thales Fraga Ferreira da Silva; Antonio Dourado Cavalcanti Neto; Rulliany Lizia Tinoco Marins; Manoela Silva de Oliveira; Yve Cardoso de Oliveira; Ana Flávia Malheiros Torbey; Áurea Lúcia Alves de Azevedo Grippa de Souza; Christiane Mello Schmidt

Rev Ped SOPERJ. 2019;19(3):65-68.

Resumo PDF PT

INTRODUÇÃO: A chikungunya é uma arbovirose causada pelo vírus Chikungunya, transmitido por fêmeas infectadas dos mosquitos Aedes aegypti e A. albopictus. A principal manifestação clínica dessa síndrome febril aguda é uma poliartralgia intensa, que é usualmente acompanhada por edema e pode persistir após a fase aguda da doença. Achados clínicos atípicos como dermatoses, meningoencefalite, pericardite e retinite são observados principalmente em lactentes e idosos.
OBJETIVO: Relatar caso de um paciente de três meses com manifestações atípicas da chikungunya, destacando a importância dessa arbovirose no diagnóstico diferencial de lactentes febris.
DESCRIÇÃO DO CASO: Lactente masculino de três meses admitido com febre associada à irritabilidade e eritema difuso. Ceftriaxone foi iniciado após punção lombar devido à febre persistente sem foco. Durante a internação, o paciente apresentou lesões vesiculobolhosas em membros superiores e inferiores, sugestivas de forma atípica da chikungunya, que foi confirmada com a técnica de reação em cadeia da polimerase via transcriptase reversa em amostra sanguínea. O ecocardiograma transtorácico revelou derrame pericárdico sem repercussão hemodinâmica. O lactente recebeu alta hospitalar com boa evolução clínica sem infecção cutânea secundária.
DISCUSSÃO: O atual momento epidemiológico no Brasil e a maior frequência de manifestações atípicas de chikungunya em lactentes reforçam a importância da suspeita clínica dessa arbovirose nas síndromes febris agudas, que constituem um desafio diagnóstico em lactentes.


Palavras-chave: Infecções por Arbovírus; Febre de chikungunya; Lactente.

Sindrome DOORS: Diagnóstico Diferencial nas Sindromes Epilépticas com Displasia Ungueal

DOORS syndrome: Differential Diagnosis in Epileptic Syndromes with Nail Dysplasia

Geovanna Mazza Morais; Sofia Abrão Lucante Gonçalves; Marcela Almeida; Laura Vagnini; Zumira Aparecida Carneiro; Regina Albuquerque; Charles Marques

Rev Ped SOPERJ. 2019;19(3):69-73.

Resumo PDF PT

INTRODUÇÃO: A síndrome DOORS é uma rara doença genética, acometendo menos de um paciente em cada 1.000.000, consistindo em uma enfermidade multissistêmica cujas primeiras manifestações clínicas costumam estar presentes ao nascimento e podem ser facilmente identificadas ao exame físico do neonato.
OBJETIVO: Relatar caso de paciente brasileira com características clínicas compatíveis com síndrome DOORS cujo exame genético-molecular não evidenciou mutações no gene TBC1D24, ampliando a heterogeneidade genética nessa doença.
DESCRIÇÃO DO CASO: Relatamos caso de paciente do sexo feminino, 1 ano 7 meses, apresentando hipertrofia gengival, crises convulsivas, onicodistrofia, atraso do desenvolvimento, paralisia no sexto par craniano à direita encaminhada para avaliação de possível etiologia genética para seu quadro clínico. Exames de cariótipo convencional, array cromossômico e sequenciamento completo de exoma foram compatíveis com a normalidade; sequenciamento do gene TBC1D24 não apontou presença de mutações nesse gene.
DISCUSSÃO: A síndrome DOORS é um distúrbio congênito que envolve múltiplas anormalidades, entre elas: surdez, onicodistrofia, osteodistrofia, deficiência intelectual e crises convulsivas. Mutações no gene TBC1D24 podem ser encontradas em cerca de metade dos pacientes com características clínicas típicas da doença. A ausência de mutações nesse gene no presente caso sugere que mutações em outros genes podem também ser responsáveis pelo fenótipo DOORS.


Palavras-chave: Sequenciamento de Nucleotídeos em Larga Escala; Epilepsia Generalizada; Deficiências do Desenvolvimento; Crescimento Excessivo da Gengiva; Deficiência Intelectual